Nosso blog

5 dicas para acertar na compra do edredom

5 dicas para acertar na compra do edredom

Sem categoria Simonetto Porto Alegre 29/06/2017

Com o frio chegando, precisamos nos preparar e ter materiais de qualidade para nos esquentar. O edredom, além de ser funcional, também pode ser um item de decoração do seu quarto, deixando sua cama sempre aconchegante e bem arrumada. Por isso, separamos algumas dicas para você escolher um bom edredom e ter uma noite de sono muito mais agradável. Vamos conferir?

 

●  Enchimentos

Naturais ou sintéticos, são eles que vão fazer você se esquentar à noite. Por isso, esse é o principal ponto a ser analisado.

Dentre os naturais encontram-se as plumas e penas, que apesar de deixarem o edredom um pouco mais pesado, esquentam mais na hora de dormir. Eles são isolantes térmicos, ou seja, evitam a dispersão do calor. Mas tenha cuidado: se você tem rinite ou outra alergia, esses enchimentos podem te deixar espirrando a noite toda. Porém, se você lavar a seco frequentemente, não deve causar maiores problemas.

Já dentre os sintéticos, existe o poliéster e as plumas de silicone. Essas plumas são semelhantes às originais, porém são hipoalergênicas e podem ser limpas com lavagem comum. Portanto, se você é alérgico, prefira essa opção.

 

●  Tecidos

Depois de escolher o enchimento do edredom, atente-se para o tecido, pois esse que vai estar em contato direto com sua pele. Há diversas opções para escolher, vamos analisar algumas. O edredom feito de algodão absorve melhor a umidade. É macio e durável. O algodão egípcio é de alta qualidade e custa mais caro. O linho é forte, por isso se torna resistente à lavagem, além de ser bonito e confortável. Contudo, amassa com facilidade. A microfibra de poliéster é leve, macia, resistente e não amassa. É antialérgica e custa um pouco mais barato. O percal é feito 100% de algodão e é muito resistente. Ele pode durar muito mais que os outros se for bem cuidado. Já o Lyocell é feito com fibra de celulose natural. É resistente e absorvente como o algodão, macio como a seda e forte como o poliéster.

 

● Quantidade de fios

Antes de comprar o edredom, verifique se ele é grosso ou fino pela quantidade de fios. Quanto mais fibras mais grosso, portanto, mais quentinho. Leve em consideração o clima do local, se seu quarto é mais gelado ou se vai usar com outros cobertores. Você pode comprar um mais fino e depois, se necessário, complementar. O ideal é poder usá-lo tanto nos dias que está começando a esfriar quanto nos dias bem gelados.

 

● Cores e estampas

Para que o edredom combine com seu quarto é preciso observar também a parte visual, não só o conforto. Por isso, compre em tons neutros, se seu quarto for bem colorido, ou estampado, se quiser dar um pouco de vida ao espaço. Existem diversas opções e lojas especializadas, portanto você com certeza vai achar algo que goste.

Se você não sabe bem o que escolher, há também os “dupla face”, que contém uma estampa de um lado e uma cor de outro, sendo bem versátil para quem enjoa fácil. Pra não ter medo de errar, preto e branco sempre vão bem com tudo.

 

● Cuidados especiais

Já que o edredom é uma peça grande e por vezes pesadas, convém levar para lavar em lavanderias. Se você preferir lavar em casa, tenha certeza de que sua máquina comporta o edredom.  Quando a máquina é pequena, ele cria atrito com o cesto e pode desgastar as cores; Não passe o tecido, pois o calor e peso do ferro podem diminuir seu volume. Não guarde o edredom em locais úmidos ou com muita poeira, pois pode prejudicar sua saúde e também diminuir a vida útil da coberta.

 

Como é o seu edredom? Você acha ele confortável ou mudaria por outro? Conta nos comentários!

 

Veja também: Cama box: como acertar na escolha

ambiente acolhedor, cama, cama box, decoração, enxoval, quarto

Deixe um comentário!